26/07

|

15h

fundo_paineis_titulo.png

A inflação o aumento da desigualdade

#FFD654

Marcelo Gomes Ribeiro

Marcelo Ribeiro

professor do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro

O Brasil tem registrado os maiores índices de inflação dos últimos 28 anos.

Na base da pirâmide econômica, as famílias pobres são as mais impactadas pela pressão inflacionária. Aumentos generalizados de preços incidem sobre itens de primeira necessidade, como alimentos e gás de cozinha, trazendo de volta a carestia que já se pensava superada e com efeitos que perdurarão por muitos anos, ainda que sejam adotadas medidas para atenuar a situação. Além disso, a alta inflação impede que a retomada econômica seja pujante na transição para o pós-pandemia, com a recuperação dos níveis de emprego acontecendo aos poucos, porém com uma alta defasagem em relação a recuperação da renda.

Assim, a inflação se torna mais um importante elemento no aprofundamento da desigualdade e da pobreza no país. Em um círculo vicioso, a alta dos preços encarece o custo de vida, reduz o investimento, a geração de empregos, as reposições salariais e empobrece as famílias. Mais pobre e desigual, o Brasil se afasta do desenvolvimento sustentável e o ciclo recomeça.
Neste talk, refletimos sobre o papel da inflação no aprofundamento da desigualdade, as razões para a alta da inflação, seus impactos e os caminhos para impedir que um cenário inflacionário se torne a regra.

Outros Painéis