15h

16/09

O Brasil na rota dos retrocessos democráticos

#A5C61F
Youtube
Palestrantes
António Costa Pinto

António Costa

investigador Coordenador no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa

Michael Freitas Mohallem

Michael Mohallem

consultor sênior da Transparência Internacional Brasil, advogado e professor do Instituto de Direito da PUC-Rio

Paula Oda

Paula Oda

coordenadora de práticas empresariais e políticas públicas do Instituto Ethos

Diversos relatórios têm apontado os retrocessos brasileiros nas garantias democráticas nos últimos anos.
Recentemente, a edição 2021 do relatório V-DEM, da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, avalia que o país é aquele que mais se afastou da democracia, entre 202 países analisados. Além do V-DEM, também indicam retrocessos os relatórios da Freedom House, sobre liberdade na internet; da Repórteres Sem Fronteiras – na edição 2021, o país foi classificado, pela primeira, como “zona vermelha” no ranking que avalia liberdade de imprensa. O relatório da Front Line Defenders classifica o país como o quarto no mundo que mais assassina defensores de direitos humanos.

Neste contexto, país está caminhando para se tornar uma nação não-democrática? Como essas movimentações não-democráticas fazem parte de um movimento que é, também, internacional? E quais são os caminhos para evitar que o país continue a retroceder nas garantias e processos democráticos, como a liberdade de imprensa, o ativismo e a livre associação política?

#A5C61F
Youtube