Painéis

fundo_palestrantes.png

02/06

15h

Apresentação do relatório Reduzindo a lacuna (Closing the gap): evidências sobre como como empresas usam a Devida Diligência em direitos humanos para enfrentar o trabalho escravo

O interesse em temas ligados aos processos de Devida Diligência de direitos humanos tem crescido exponencialmente, com empresas e investidores se juntando a sociedade civil, trabalhadores, governos e sindicatos, para exigir leis eficazes e uma maior proteção dos direitos. O atraso da proposta legislativa da UE para a Devida Diligência, que sinalizará uma mudança radical nos direitos humanos corporativos, deve ser aproveitado para garantir que um padrão ambicioso seja definido, com impactos tangíveis para os trabalhadores.

Este relatório fornece novas evidências da necessidade urgente de ações voluntárias serem fortalecidas com requisitos regulatórios robustos para que as empresas identifiquem riscos de direitos humanos e evitem abusos. Também destaca os elementos-chave de uma regulamentação eficaz para garantir que a devida diligência não se torne apenas mais um exercício administrativo de “caixa” das empresas.

Nesse talk trazemos uma breve apresentação sobre o relatório produzido pela BHRRC e traduzido pela Oxfam Brasil.

#FF4730

31/05

15h

Inflação: o passado está de volta?

O Brasil registra, hoje, os maiores índices de inflação dos últimos 28 anos. Na base da pirâmide econômica, as famílias pobres são as mais afetadas pela pressão inflacionária, com aumentos generalizados de preços incidindo sobre gêneros de primeira necessidade, como alimentos e gás de cozinha, trazendo de volta a carestia que já se pensava superada e com efeitos que perdurarão por muitos anos, ainda que as medidas de controle surtam feito. Além disso, a inflação impede que a retomada econômica seja pujante na transição para o pós-pandemia, com a recuperação dos níveis de emprego acontecendo sem par com a recuperação da renda.

A inflação se torna mais uma alavanca no aprofundamento da desigualdade e da pobreza no país. Em um círculo vicioso, a alta dos preços encarece o custo de vida, reduz o investimento, a geração de empregos, as reposições salariais e empobrece as famílias. Mais empobrecido e desigual, o Brasil se afasta do desenvolvimento sustentável e o ciclo recomeça.

Neste talk, falaremos sobre o papel da inflação no aprofundamento da desigualdade, as razões para a alta da inflação e seus impactos, os caminhos para impedir que os dois dígitos se tornem a regra.

#FFD654

26/05

15h

Abertura Conferência Ethos 2022

O painel busca tecer um diálogo sobre a pandemia e apresentar um breve retrospecto de suas implicações no Brasil, além de trazer uma reflexão sobre o aumento das desigualdades, a importância do fortalecimento da democracia, a Responsabilidade Social Empresarial diante das Eleições e a necessidade de uma retomada econômica pautada no Desenvolvimento Sustentável.

Vivemos, desde 2020, uma pandemia que evidenciou em larga escala a não valorização da ciência e morosidade, ou inação, na adoção de medidas pautadas em evidências, por parte do Estado. Graças a uma intensa mobilização social, uma parcela considerável da população está imunizada e a tendência é de uma perspectiva de notícias melhores para o futuro. Entretanto, os reflexos da pandemia corroboraram e aprofundaram uma série de questões que precisam ser enfrentadas rapidamente. Questões como o aumento das desigualdades e da extrema pobreza, da insegurança alimentar, dos impactos causados pela mudança do clima, a necessidade de fortalecimento das culturas de integridade, Ética e Compliance, a Responsabilidade Social Empresarial (RSE) diante das eleições e o desenvolvimento de suas estratégias ASG (ESG), a necessidade do fortalecimento de um Estado Democrático de Direito e de uma retomada econômica pautada no Desenvolvimento Sustentável.

Quais são os aprendizados da Pandemia? Como podemos atuar pela redução e combate das desigualdades? Como podemos fortalecer o Estado Democrático de Direito? Qual é a responsabilidade das Empresas nas Eleições? Como garantir uma retomada econômica pautada no Desenvolvimento Sustentável?

#0D3370

26/05

16h50

Visão Mundial oferece: Lançamento dos Compromissos Empresariais com a Agenda de Migração e Refúgio

As empresas têm um papel muito relevante na promoção e na garantia de direitos, exercendo sua responsabilidade social por meio de políticas de diversidade e inclusão. Olhando para a realidade das pessoas migrantes e refugiadas, o Brasil é um dos destinos mais procurados no mundo para recomeçar a vida.

Nesse sentido, a atuação das empresas a partir do comprometimento e desenvolvimento de políticas e práticas empresariais se coloca como fundamental, urgente e necessária para a geração de oportunidade e impactos positivos na reinserção social e econômica desse grupo. Entretanto, segundo um estudo recente realizado pelo Instituto Ethos e a ONG Visão Mundial, a população migrante e refugiada é a que menos as empresas dedicam suas políticas de diversidade e inclusão, mas essa realidade precisa mudar.

Considerando a responsabilidade social empresarial frente ao tema, o Instituto Ethos e a ONG Visão Mundial, no âmbito do projeto “Ven, Tú Puedes!”, desenvolveram 10 compromissos que as empresas podem assumir a fim de possibilitar a inclusão e o desenvolvimento profissional das pessoas migrantes e refugiadas, contribuindo para a redução das desigualdades e da violência. A carta “Compromissos empresariais com a agenda de migração e refúgio” será lançada oficialmente na Conferência Ethos 2022. O evento contará com a presença da Andréa Freire, gerente de programas da Visão Mundial e da coordenadora de Projetos em Direitos Humanos do Instituto Ethos, Scarlett Rodrigues.

O painel é um convite às empresas para se aproximarem da temática, mas principalmente aderir aos compromissos e se engajar nas ações promovidas pelo projeto “Ven, Tú Puedes!”, demonstrando o comprometimento público e voluntário com a sociedade em construir práticas e políticas nessa temática.

#0D3370

26/05

18h

Manifesto por uma Iniciativa Empresarial para a Promoção do Trabalho Decente em Plataformas Digitais

Observamos profundas transformações sociais marcadas pelos avanços da tecnologia, que têm desencadeado mudanças na forma como vivemos e nos relacionamos, impactando diretamente na relação da sociedade com pilares essenciais para a sobrevivência, como o trabalho. Com a crescente digitalização dos serviços, é preciso inovar para superar os desafios, a fim de que tenhamos instrumentos legais e diretrizes capazes de lidar com a complexidade das relações de trabalho atuais e garantir direitos. Nesse sentido, se coloca a extrema relevância e o protagonismo empresarial em exercer sua responsabilidade social na promoção do trabalho decente.

Diante da importância do tema, o Instituto Ethos promove esse diálogo para o lançamento do “Manifesto convocatório por uma Iniciativa Empresarial para a Promoção do Trabalho Decente em Plataformas Digitais” e convida as lideranças empresariais para conhecerem mais sobre a iniciativa e também dialogarem sobre os desafios e oportunidades frente ao tema.

#0D3370

24/05

15h

Transição para o pós-pandemia: o que aprendemos e como nos preparar para o futuro

Graças ao aumento da cobertura vacinal, a pandemia de Covid-19 que já dura dois longos anos, finalmente apresentou uma queda nos três principais indicadores, que são casos, internações e óbitos, apesar de uma pequena alta recente.

Entretanto, o risco de surgirem novas variantes com alta transmissibilidade ainda é bastante preocupante, especialmente quando considerada a disparidade nas taxas de vacinação entre os países ricos e os mais pobres. Além disso, também é importante refletirmos sobre a possibilidade que o mundo enfrente novas pandemias nos próximos anos, causadas por novos agentes infecciosos.

Neste talk, iremos refletir sobre os aprendizados e a necessidade de que a Sociedade e o Estado se preparem para o futuro, trazendo um balanço das ações nos últimos dois anos, identificando as fragilidades no enfrentamento à Covid-19 e também reforçando a necessidade de investimento e valorização da ciência, na vigilância genômica, na rede de atenção à saúde, em vacinas e na importância de uma distribuição igualitária.

#999CFF

24/05

15h

IV Conferência Brasileira de Mudança do Clima - A discussão sobre o clima não pode parar!

Estabelecida a meio caminho entre a COP 26, em novembro do ano passado, e a COP 27, programada para novembro deste ano, a Conferência Brasileira de Mudança do Clima é o espaço nacional que congrega os diversos atores da agenda climática para discutir impactos e soluções para a crise do clima já instalada.

Partindo das posições da última COP, do recente relatório do IPCC (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas, na sigla em inglês) e do cenário nacional – em 2022, agitado por eleições determinantes – este talk visita os eixos centrais desta edição da CBMC – política climática internacional, Brasil e a agenda de clima e o eixo socioambiental, trazendo as expectativas para as discussões deste ano – que acontecem de maneira descentralizada e híbrida, com edições virtuais e também presenciais, nas cidades de Niterói e Recife, em junho e julho, respectivamente.

#999CFF